Por que Liberdade, Socialismo e Revolução

Por que Liberdade?

Liberdade não é um sonho, é algo a conquistar, uma necessidade concreta. No capitalismo, a liberdade que nos é apresentada é uma farsa, aparece como liberdade formal, expressa na lei e desrespeitada na vida. Para nós, a liberdade é a possibilidade de coletivamente construirmos o mundo que desejamos, igualitário, sem dominação e exploração. Um mundo com solidariedade, respeito e direito de todos se expressarem e viverem dignamente. Sem pão, trabalho e lazer, não há liberdade.

Por que Socialismo?

Só o fim do capitalismo e a construção de uma sociedade onde os meios de produção da vida sejam coletivos é que poderá garantir a emancipação humana. O socialismo é a sociedade onde todos tomam parte das decisões da vida. Não é a falsa democracia na qual vivemos. Hoje votamos, mas não escolhemos nem o que deve ser feito em nosso bairro. Imaginem conselhos de bairro, conselhos nos locais de trabalho, empresas que são geridas por seus trabalhadores, planejadas pelo interesse coletivo, escolas e hospitais onde os trabalhadores decidem. Imaginem uma sociedade organizada pelo conjunto desses conselhos. Imaginem todo o avanço tecnológico de hoje voltado para o interesse coletivo, contra a miséria e pelo meio-ambiente. Para nós, isso é o socialismo.

Por que Revolução?

A construção de uma sociedade socialista entra em choque direto com os interesses da classe que dirige o capitalismo, a burguesia. O Estado nada mais é do que o instrumento dela travestido de defensor da sociedade como um todo. Para chegarmos ao socialismo devemos derrotar a burguesia e seu Estado. Pois é a ela que interessa a miséria, o trabalho mal pago. E a ela não interessa a igualdade. Para derrotá-la como classe dirigente, e derrotar o capitalismo como sistema, precisamos organizar os trabalhadores como força revolucionária na luta pelo poder. A revolução é a mudança radical do sistema, a revolução é a tomada da direção da sociedade por aqueles que a constroem, os trabalhadores e trabalhadoras.

Por que Liberdade, Socialismo e Revolução?

Para nós, não há socialismo sem liberdade, e não chegamos a ele sem revolução. Isso quer dizer que o stalinismo que direcionou a experiência da União Soviética após os anos 20 não se conformou como uma alternativa realmente socialista. A sociedade socialista só existe com liberdade de organização, expressão dos trabalhadores, com poder de decisão. Também rejeitamos a via que pensa atingir uma sociedade melhor através de reformas no capitalismo. Essa posição mostrou-se fracassada historicamente. A luta institucional, eleitoral, é para nós um meio de propaganda e fortalecimento das lutas sociais reais da classe. Não acreditamos que será comendo belas beiradas do Estado que os trabalhadores construirão o socialismo. Será uma luta direta pela socialização dos meios de produção, em oposição aos interesses da burguesia.